segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Convocatória para ação de formação do Centro de Emprego - não vale gozar!

É isso mesmo, ao fim de muito tempo inscrita no Centro de emprego,  deram notícias, e convocaram-me para uma ação de formação que,  por entre ameaças do que faziam acontecer se eu me recusasse a participar na ação, lá diziam a data da mesma ... e eu fui, tentando acalmar alguma expectativa que por  momentos me fizesse brilhar os olhos - ainda tenho dentro de mim, alguma inocência ...

Fomos "recebidos" por um psicólogo ... estava com pressa ... disse-o várias vezes, apressou-nos :  ..."não me vou despachar a tempo" ... "vamos ... depressa" .
O grupo de formandos era constituido essencialmente por licenciados, mestres e doutorados, pelo que o psicólogo afirmou ... "é um bom grupo, acho que nos vamos despachar depressa" mas por via das dúvidas lá foi explicando que o nome se colocava à frente da palavra  NOME ... e que o NIF era o contribuinte. E para que não houvessem dúvidas, mesmo nenhumas, esclareceu onde colocar a morada ... logo a seguir à palavra "morada".
Assim, devidamente esclarecidos, nós, licenciados, mestres e doutores ... lá preenchemos a ficha ... depressa ...
Falou-se por alto dos cursos e passo a mencionar os nomes, apenas os nomes, porque mesmo que queira ajudar quem por ventura, se venha a encontrar nas mesmas condições que eu, com uma explicação do que trata cada uma das formações, não consigo, porque não faço ideia ...Assim os nomes das formações são: - Desenvolvimento Pessoal e técnicas de procura de emprego; Competências empreendedoras e Técnicas de procura de emprego; Comunicação assertiva e Técnicas de procura de emprego. 
Qual escolheriam?
... pois, eu também não sei ...

Havia na sala quem já tivesse a feito a "formação"  ... "então assine e vá-se embora" elucidou o psicólogo ... "então para que me chamaram?" .... a pergunta é pertinente, mas desnecessária ... então não se está a ver mesmo, porque foi chamado? ... Porque andamos todos perdidos sem rei nem roque e sem saber o que andamos a fazer ..."Eu" - dizia alguém - "fui directora de Recursos Humanos, pelo que isto, não faz qualquer sentido para mim!"  ... Pois amiga, mas vais fazer a formação na mesma, mesmo que saibas mais do que os formadores, isto se quiseres continuar inscrita no Centro de Emprego. Ninguém o disse ... mas aposto que foi o pensamento colectivo.

Mas nem tudo é mau ... estou a ironizar, é mesmo tudo mau ...  vamos receber dinheiro!!  pelos meus calculos uns 75 euros cada pessoa ... agora juntemos a este valor o custo dos formadores, das infra-estruturas que nos vão acolher e temos uma pipa de massa que o estado semi-insolvente vai gastar! É um projecto sem projecto ... não vai ajudar ninguém ... não vai resolver nada ... mas vai gastar o pouco dinheiro que temos ... e o muito que o cidadão pagador de impostos deixa nos cofres do estado todos os meses ...todos os dias ...

Num último esforço para aceitar e tirar o melhor proveito do que me estavam a "oferecer" ainda perguntei ... "escolhi esta formação, mas não sei se é a melhor para a minha situação ... o que acha?"  ... um abanar de mão, com o olhar preso numa folha de papel e um "qualquer coisa" que saiu num sussurro quase inaudível, foi a resposta do psicólogo que estava ali para "orientar carreiras" e a ser pago pelo estado, a ser pago por todos nós, inclusivé por mim que também pago impostos.

Acho que perante tudo o que se passou, impotência é a palavra que me ocorre ... estamos presos num sistema disfuncional, com gente pateta a geri-lo e que nos obriga a entrar e a colaborar na patetice.
Pelo menos o psicólogo podia ter ser cordial  ... mas estava com pressa ....

6 comentários:

  1. Que situação... é cada uma.... :S

    ResponderEliminar
  2. Este país está uma lástima... Forcinha!

    ResponderEliminar
  3. E quando a gente pensa que não pode piorar...piora. É tão triste.

    ResponderEliminar
  4. Olá:)

    É a triste realidade dos desempregados - infelizmente estou na mesma situação. Vão fazendo formações para ocupar o tempo, conhecer pessoas na mesma situação e apesar de saber que não nos leva a lado nenhum lá as temos de fazer):

    Boa sorte!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Nunca tive desempregada, mas a minha filha está, e conta-me situações idênticas a essa.
    boa sorte que um novo emprego esteja próximo.
    Pinta

    ResponderEliminar
  6. É cada uma... Enfim, é o nosso país. Desejo sinceramente que encontres um emprego rápido e, muito importante, nunca desanimes nem baixes os braços.

    Beijinho e boa semana *

    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar