segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Dona Isabel

Vivo neste prédio há muitos anos ... todos os casais que aqui vivem são da mesma geração e entre os mais novos e os mais velhos não haverá uma diferença de idades superior a uns dez anos: os mais novos devem andar pelos trinta e poucos e os mais velhos pelos quarenta e qualquer coisa.

-Bom dia dona Isabel!
- Não ... não, por favor não me chame dona !!...  Isabel, trate-me por Isabel!!

Foi assim nos primeiros tempos e continua assim, uns bons anos  depois. Já repeti o pedido vezes sem conta, já me cansei, já deixei de o fazer com tanta frequência e  já nem estranho muito o tratamento.

Agora devolve-lo é que é difícil !! Assim que quero dizer o "dona" a língua enrola-se no "D", os olhos começam a piscar no "O" e  no "N" já falta a respiração .... o "A" nunca chega a sair. É sempre um som estranho que sai da minha boca, quando digo o nome das senhoras cá do prédio.
Na  reunião de condomínio, é um rodopio de "donas" para aqui, "donas" para ali ... e eu a querer dizer alguma coisa ... e eu consciente da minha dificuldade, e o "dona" que não sai.

Se vos disser que entre estas "donas" já se confessaram tristezas e partilharam alegrias da vida de cada uma ... o "dona" ainda fica mais estranho ...



13 comentários:

  1. Realmente! Por aqui a vizinhança é evoluída - contorna o problema omitindo títulos!
    Beijo, Dona Isabel!
    (D.) Nina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade D.Nina, um beijinho da D.Isabel =)

      Eliminar
  2. Quando trocamos confidências e situações, não há como colocar o DONA na frente,rs..bjs, chica( aliás, Dona Chica pois estou quase com 68 nas costas,rs)

    ResponderEliminar
  3. Temos a mania de complicar.
    Se não é o Dona ou o Senhor é o título académico.
    Onde fica o nome afinal???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre a complicar, porque aqui acharam graça ao dona, podia ser pior =)

      Eliminar
  4. Agora fizeste-me rir :) também me incomoda o dona ...
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na maior parte dos casos não faz sentido
      bjs

      Eliminar
  5. Eu cá não sou de "donas".. o nome chega e pronto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também, desde que haja respeito entre as pessoas o nome chega.
      bjs

      Eliminar
  6. Fui educada a tratar os mais velhos por você, vossemecê, Sra.Dona ou então tia; era a Timaria, a Tijoaquina, o Tiantónio e por aí fora.
    A moda da Dona veio com os retornados, nunca gostei.
    Em Lisboa como era porteira preferia o Dra. ou Dr., assim não precisava decorar os nomes... dava jeito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sabia que o dona tinha vindo no tempo dos retornados, mas agora que falou nisso faz sentido, as famosas D. Marias de um comentário que vi há tempos.
      beijinhos

      Eliminar
  7. Muito gosto em a conhecer Isabel!
    Entre amigos dos meus filhos.
    ..sou tratada por Gracinha e no mundo virtual também!
    Não gosto que me tratem por dona...mas ainda hoje na reforma muitos conhecidos me tratam por professora Graça!!!

    ResponderEliminar